Natura alcança 4º lugar em ranking de reputação corporativa mundial

22 de outubro de 2018

A pesquisa de reputação corporativa é realizada pelo Reputation Institute e se baseia em avaliações do público, além de utilizar critérios como cidadania, governança e local de trabalho

A Natura alcançou a 4ª posição no Ranking Global CR RepTrak 100, pesquisa de reputação corporativa realizada pelo Reputation Institute. O levantamento foi realizado entre janeiro e fevereiro deste ano com 230 mil pessoas e avalia critérios como cidadania, governança e local de trabalho.

Entre as novas empresas que passaram ocupar o ranking este ano, a Natura é a mais bem classificada, atrás apenas do Google, The Walt Disney Company e Lego, veteranos da avaliação. Outras duas companhias brasileiras aparecem nas cem primeiras posições: Havaianas e Embraer.

O ranking deste ano foi desenvolvido nas 15 maiores economias do mundo (Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México, Rússia, Coréia do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos) e classifica as organizações de acordo com seus desempenhos em Responsabilidade Corporativa (CR).

O Instituto mede a reputação de mais de sete mil empresas anualmente, há mais de 20 anos, em 40 países e 25 segmentos diferentes da indústria. A avaliação mostra, ainda, que uma reputação forte e de excelência tende a aumentar a conexão emocional entre a organização e seus públicos.

A Natura também foi reconhecia como uma das 25 melhores empresas para se trabalhar no mundo, de acordo com ranking da Great Places to Work, realizado em parceria com a revista Fortune.

Neste ano, 57 multinacionais se qualificaram para a avaliação. Foram considerados mais de 2,7 milhões de declarações de colaboradores em 51 países ou regiões. A Great Places to Work então classificou as empresas de acordo com aspectos como respeito, orgulho, confiança e justiça. O ranking também leva em consideração o desempenho das multinacionais que aparecem nos diversos levantamentos realizados pela organização em múltiplos países.

Fonte: Natura