35 anos após adotar refil, Natura assina Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico

5 de novembro de 2018

Compromisso promovido pela Fundação Ellen MacArthur reforça ambição da empresa de reduzir uso de plástico em suas embalagens

São Paulo, 31 de outubro de 2018 – Em 1983, a Natura, multinacional brasileira de higiene e cosméticos, foi pioneira no mercado brasileiro ao lançar refis das embalagens de alguns de seus produtos. Desde então, mais de 90 itens da marca, em linhas como Sève, Ekos, Tododia e Plant, já contam com refis, o que contribui para retirar do meio ambiente 1,6 mil toneladas de plástico anualmente, o equivalente ao volume de lixo gerado por 3 milhões de pessoas em um único dia.

O uso de refis pela empresa, que completa 35 anos em 2018, é um dos principais compromissos da Natura com a redução da poluição plástica. Como parte desse compromisso, a Natura é também uma das empresas signatárias do Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico, iniciativa liderada pela Fundação Ellen MacArthur em parceria com a ONU Meio Ambiente, que busca erradicar o desperdício e a poluição por plásticos em sua origem.

“A poluição plástica é uma das principais crises ambientais que o mundo enfrenta hoje. Como um grupo global de cosméticos que está comprometido em gerar impacto econômico, social e ambiental positivo, estamos focados em reduzir a quantidade de plástico usado em nossas embalagens e também aumentar o uso de plástico reciclado em nossos frascos”, afirma João Paulo Ferreira, presidente da Natura.

O Compromisso Global, assinado por 250 organizações, que juntas representam 20% de todas as embalagens plásticas produzidas no mundo, foi lançado nesta semana durante o Our Ocean Conference, em Bali (Indonésia), e tem como objetivo criar uma nova realidade para as embalagens plásticas. As metas serão revisadas a cada 18 meses e as empresas que assinaram o compromisso publicarão anualmente dados indicativos da evolução do seu processo para gerar impulso e garantir a transparência.

As metas incluem: eliminar embalagens plásticas problemáticas ou desnecessárias e migrar de modelos de uso único para modelos de reuso; inovar para garantir que 100% das embalagens plásticas possam ser reutilizadas, recicladas ou compostadas com facilidade e segurança até 2025 e circular o plástico produzido, aumentando consideravelmente a quantidade de plásticos reutilizados ou reciclados e transformados em novas embalagens ou produtos.

“Fomos pioneiros na oferta de refis para nossos produtos, em 1983 e,  hoje, 35 anos depois, temos certeza de que a economia circular é o caminho para um futuro mais sustentável, no qual iniciativas como o Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico, que endossamos, são muito bem-vindas ”, complementa Ferreira.

Entre as ambições estabelecidas em sua Visão de Sustentabilidade, a Natura estabeleceu como meta alcançar o índice de 40% de embalagens ecoeficientes (com pelo menos metade do peso de uma embalagem similar regular ou que contenha mais de 50% de material reciclado pós-consumo ou renovável) em seus produtos.

Em 2017 esse índice alcançou 21%, um avanço possível graças ao bom desempenho de algumas linhas, como Ekos, cujas embalagens são feitas com PET 100% reciclado. Com o objetivo de continuar nesta trajetória, em 2018 a linha Sève, de óleos de banho, passou a ter frascos feitos com 100% de plástico reciclado pós-consumo. Essa medida evita o descarte de 60 toneladas de plástico na natureza por ano, o que equivale a mais de 1,2 milhão de garrafas PET de dois litros.

Além do uso de materiais reciclados pós-consumo, a Natura também investe no aumento do uso de plástico verde, que é produzido a partir da cana-de-açúcar, uma matéria-prima renovável, enquanto os plásticos tradicionais utilizam matérias-primas de fonte fóssil, como petróleo. O plástico verde apresenta mesmo potencial de reciclagem que o plástico tradicional, com o benefício de impactar menos na emissão de gases do efeito estufa, que causam efeito das mudanças climáticas.  Isto evita a emissão de mais de 5 mil toneladas de carbono por ano, uma redução de gases de efeito estufa equivalente a 876 viagens de carro em volta da Terra.

Conheça outras iniciativas adotadas pela Natura para reduzir a poluição plástica em: https://www.natura.com.br/sustentabilidade

Fonte: Natura